Buscar

Como remunerar os sócios da empresa, pró-labore ou distribuição de lucros?

Atualizado: 14 de Out de 2020


Remuneração de sócios

É muito comum que os empresários tenham dúvidas sobre qual forma de remuneração deve utilizar e quais impostos incidem em cada modalidade. As duas formas mais utilizadas para remuneração dos sócios de uma empresa são Pró-Labore e Distribuição de Lucros.


1 - Pró-labore


O Pró-labore funciona de forma muito semelhante ao salário pago aos funcionários da empresa, portanto, ele é o salário do proprietário que trabalha na empresa, e corresponde ao salário de um administrador contratado.


Impostos que incidem:


  • INSS - 11%

  • IRPF - Imposto de Renda Pessoa Física, varia de acordo com a tabela abaixo:


Fonte: http://www.receita.fazenda.gov.br/


2 - Distribuição de Lucros


A distribuição de lucros equivale à remuneração dos acionistas da empresa, independente se trabalham ou não na empresa. Os proprietários dividem os lucros oriundos da operações da empresa. A distribuição, na maioria dasvezes, ocorre de acordo com a quantidade de cotas de cada sócio no capital social da empresa.


Não existe nenhuma obrigatoriedade quanto a frequência da distribuição, isto é definido pelos acionistas da empresa.


A empresa fica impedida de distribuir lucros se apresentar prejuízo no período.


Impostos que incidem:


A Distribuição de Lucros é isenta de tributação desde que seja demonstrada contabilmente, uma vez que a empresa já cumpre com suas obrigações tributárias.


Exemplo:


Uma empresa possui 2 sócios, um trabalha como administrador na empresa e foi responsável por 50% do valor investido; e o outro sócio entrou com os outros 50% do investimento mas não trabalha na empresa.


Foi instituído que o sócio que administra a empresa receberá um pró-labore de R$ 4.000,00, portanto a empresa deverá recolher 11% de INSS: