Buscar

Importância do planejamento estratégico para escritórios de advocacia

Atualizado: Out 14



Já falamos em nosso blog sobre os pilares da gestão estratégica para escritórios de advocacia. A partir de agora, vamos detalhar cada um desses pontos.

Começaremos pelo planejamento estratégico. Afinal, ele que vai orientar todo o funcionamento, posicionamento e estratégias do escritório a curto, médio e longo prazos. Trata-se de uma ferramenta muito dinâmica, cujos tópicos precisam ser constantemente revisados e interagir entre si. Para facilitar a implantação, a dividimos em quatro fases:


1 - Diagnóstico

2 - Planejamento

3 - Implantação

4 - Monitoramento



A primeira fase consiste em realizar um diagnóstico do escritório por meio da elaboração e discussão de aspectos como organograma; modelo de negócio; análise ambiental interna e externa; e filosofia institucional (missão, visão e valores).


Também preparamos um e-book GRATUITO com 20 exemplos de missão, visão e valores de escritórios de advocaica, clique aqui para conferir: https://www.duolinea.com.br/post/e-book-20-exemplos-de-missao-visao-e-valores-na-advocacia

A segunda fase é o planejamento em si, onde definiremos os objetivos do escritório e os respectivos projetos e ações necessários para alcançarmos tais objetivos. E como diria William Edwards Deming, “Não se gerencia o que não se mede, não se mede o que não se define, não se define o que não se entende, e não há sucesso no que não se gerencia”. Por isso, nessa fase definimos como mediremos os objetivos traçados e quais serão suas metas e seus prazos.


A terceira fase consiste em colocar em prática tudo que foi definido no planejamento. Em outras palavras, é a hora de colocar a mão na massa!


E a última e quarta fase é a realização no monitoramento, onde iremos comparar o que foi planejado com o que foi executado. A partir de então, será possível avaliar se será necessário tomar alguma nova ação.


Aspectos importantes


Vale ressaltar que tão importante quanto elaborar o planejamento estratégico é realizar o seu monitoramento e os ajustes necessários. Por isso, o advogado deve se programar para realizar pelo menos uma reunião por mês para revisar todo o planejamento e verificar o andamento das ações planejadas. Dessa forma, ele poderá tomar decisões para alterar determinadas estratégias e alcançar o objetivo no prazo previsto.


Portanto, o planejamento estratégico deve estar sempre alinhado à missão e aos valores da organização, sendo de extrema importância que os gestores do escritório participem ativamente e difundam suas diretrizes para todos os colaboradores. Como toda função de gestão, isso pressupõe uma dinâmica permanente de planejamento, execução, monitoramento, avaliação, ajustes e reajustes.


Por meio do planejamento estratégico, o advogado será capaz de avaliar a atual situação de seu escritório, monitorar objetivos, metas e ações e tomar medidas corretivas sempre que necessário. Além disso, é extremamente importante que as reuniões de planejamento sejam incorporadas à rotina do escritório, para que o processo amadureça e os resultados apareçam.


Quer saber mais sobre gestão estratégica de escritórios de advocacia? Acompanhe o nosso blog e as nossas redes sociais para receber conteúdos atualizados: www.facebook.com/duolinea e www.linkedin.com/company/duolinea-consultoria.



#gestãolegal #gestão #escritóriodeadvocacia #planejamentoestratégico #pilaresdagestão

Fale conosco:
Vitória/Espírito Santo
Nossas redes sociais:
  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn ícone social
  • Instagram ícone social
Duolinea Consultoria. Todos os direitos reservados