Buscar

5 Dicas para separar as finanças pessoais das finanças do Escritório

Atualizado: Jul 20


Misturar as finanças pessoais com as finanças do Escritório é um erro muito comum entre os advogados, principalmente em escritórios que estão começando suas atividades. O advogado acaba utilizando sua conta bancária pessoal para receber dos clientes e para pagar as contas do escritório.





Essa confusão é muito prejudicial para realizar a gestão financeira do seu Escritório.


Sem a separação você não conseguirá medir os resultados do seu negócio e corre sério risco de levar seu Escritório ao endividamento.


Diante dessa dificuldade observada, listo abaixo algumas dicas que podem auxiliar nessa questão:


1 - Realize o controle do fluxo de caixa


Cada centavo que entra e sai do escritório precisa ser registrado, seja em uma planilha, em um sistema informatizado ou até mesmo em um caderno.


Esta ação será de grande valia para o planejamento empresarial.


2 - Não pague contas pessoais com o dinheiro do Escritório


Resista a tentação de pagar despesas com o dinheiro do Escritório. Como por exemplo: viagens, restaurantes, supermercados, farmácia, etc.


3 - Separe as contas bancárias


Durante as minhas consultorias, uma desculpa que já foi muito utilizada pelos advogados para não separar as contas bancárias era a cobrança da taxa de manutenção da conta corrente, cobrada pelos bancos.


Porém atualmente, com diversos bancos digitais entrando no mercado essa desculpa "caiu por terra", pois hoje é possível abrir contas bancárias pessoa física e até mesmo pessoa jurídica sem o pagamentos de taxas mensais.


4 - Defina o seu pró-labore


Para que você possa pagar suas contas pessoais é imprescindível que você defina um pró-labore. Caso contrário você vai acabar pagando as suas contas pela conta do escritório.


Com esta medida você terá previsibilidade das entradas de sua conta pessoal e das saídas do caixa do Escritório.


5 - Faça reservas


E a última, e não menos importante, dica é fazer reservas pra você e pro Escritório.


Agindo assim você terá condições de superar períodos de baixas receitas e evitará a falência.



Também temos outros materiais que talvez possam te auxiliar:



Fique ligado em nosso blog e acompanhe a Duolinea também nas redes sociais: www.facebook.com/duolinea e instagram/duolinea_consultoria.


0 visualização
Fale conosco:
Vitória/Espírito Santo
Nossas redes sociais:
  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn ícone social
  • Instagram ícone social
Duolinea Consultoria. Todos os direitos reservados